segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Não vai ser fácil, não está sendo fácil

Quando percebi me deparei na mesma situação entre caminhos e sem saber qual escolher, aquele amor que eu guardei a sete chaves para ser intocável e não doer resolveu florir, tenho medo, pois já está doendo e sei que vai doer, escondi, pois foi uma maneira de diminuir a dor e tentar esquecer, mas hoje veio como uma labareda reluzente, e mais uma vez não sei se tranco ou deixo sair, pode ser que tudo não passe de um mal entendido do destino ou, pode ser que seja o meu destino, eis as escolhas cheias de medo e indecisão, eis o mesmo sentimento, preciso de um sinal para poder tomar a decisão certa, ou talvez a melhor no momento, apenas um sinal e eu entenderei de qual forma for, preciso clarear minha mente e meus sentimentos, preciso repor as energias para lidar com as angústias, preciso ser forte para seguir na minha caminhada, preciso ser forte para entender o que se passa, preciso ser forte, pois encarar não vai ser fácil, já não está sendo fácil, sei que fui fraca e isso me da medo, sei que não consegui lidar com as situações, mas preciso viver preciso tirar isso de mim, preciso me libertar, não quero viver minha vida como se tivesse acorrentada, não quero viver essa inconstância de ser, preciso que me de apenas um sinal, por favor. 

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Confusão

Quando eu percebi eu já estava distante de você e de mim, a saudade já havia diminuído assim como o sentimento, me tornei uma pessoa sem sorrisos, aquela alegria nos dias se transformou em solidão, os sonhos já estão distantes demais e o que vivo todos os dias é uma indecisão entre o querer e o não querer, entre o ser e o não ser, enquanto essa confusão faz parte dos meus dias vou me tornando uma pessoa amarga e fria, tenho mil vontades, mas ao mesmo tempo não tenho nenhuma, quero sorrir, ficar alegre, mas ao mesmo tempo é como se houvesse uma barreira entre a alegria e a solidão e eu estou bem nesse meio, confusa e sem saber por onde caminhar, ou como se quer caminhar.

Felicidade!

Coloco o meu melhor vestido e um lindo sorriso e vou te encontrar, é como se o tempo parasse naquele momento e tudo que quero aproveitar são os instantes, é como se vivesse algo mágico, ahhh o seu sorriso me encanta como sempre, ahh seus olhos sempre com um brilho diferente, esqueço os problemas e a solidão, sei que pode ser apenas mais um encontro, mas quero aproveitar ao máximo, pois sei que pode ser o nosso último olhar, sendo assim quero ter algo para guardar, a tanto tempo espero por esse momento então fecho meus olhos para o mundo e me deixo levar, sem poréns, sem porque, sem pra quê, apenas quero te sentir e quero que me sinta diferente de antes talvez como nunca.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Quanto mais tento entender mais me perco

Quando me deparei em cima de uma ponte foi que percebi o quão perdido eu estava, ali me passaram cenas e mais cenas da minha história, foi ali que percebi o quão vazio e confuso estava meu mundo, não foi culpa de ninguém, não é culpa de ninguém, é minha mente que é fraca e tem medo de se reconstruir, hoje penso tanto nos outros e pouco em mim, penso tanto em ver os sorrisos e alegrias dos outros que esqueço como é bom se sentir assim, hoje colho flores para dar, mais as que recebo me parecem amargas, não, não é culpa de ninguém, é que eu fiz meu mundo solitário e nele não gosto que ninguém entre, ele é intocável, é difícil calcular as inúmeras vezes que me senti só, que me senti com medo, que a ansiedade veio sem freio e eu sorri parecendo tudo normal, é difícil contar quão difícil foi e é superar uma dor, por muitas vezes o meu sorriso a minha alegria escondem um coração apertado e cheio de feridas abertas, por muitas vezes eu falo coisas bonitas para que não penetrem em minha mente e entendam o que se passa, parece meio louco, mas não digo que é normal, pode ser estranho do seu ponto de vista, mas pra mim é tudo tão normal, o mundo me dá chances todos os dias, mas todos os dias eu penso quão difícil e pesado é o caminho, todas as vezes eu escolho ficar com os meus vazios e com as minhas incertezas, tenho medo do incerto, assim como do que está na minha frente, ahhh as pessoas são incógnitas que nem prefiro conhecer intimamente, pois elas podem nos dar medo as vezes, nunca conheceremos alguém por inteiro, pois tudo muda o tempo todo, nós mesmos vivemos em uma constante mudança, sim isso me assusta, tento controlar todos os encaixes estranhos que minha mente insiste em criar, mas é meio que em vão, pois essa é uma parte escondida de mim mesmo, tento parecer normal, mas o meu mundo hoje é muito confuso para isso, então hoje decidi voltar mais uma vez pra casa, e tentar entender a minha mente. 

domingo, 6 de janeiro de 2019

Busque sentidos!

Peguei carona nas gotas da chuva viajei na intensidade e na sobriedade, percorri longos e curtos caminhos, me enchi de alegrias e de angústias, assim como água é tranquila também é fúria, essa experiência me fez ver quão importante é a felicidade nos dias, ela nos traz mais beleza, mais leveza, nos faz ver que gestos simples transformam nossos dias, que atitudes pequenas podem fazer a diferença, que a tristeza é nosso maior desafio, que os sorrisos são nossa maior conquista, busquemos dentro de nós o amor, pois quando encontrarmos o amor entenderemos que não podemos viver pela metade, ser pela metade, querer metades, devemos ser inteiros em busca do sentido da felicidade, chega de meio sorrisos, de meios abraços, de olhares distantes, chega de noites sem dormir, de sentidos opostos, de pensamentos soltos, vamos conquistar nosso espaço nesse tempo, vamos construir um mundo de gostos, de carinho e com o principal e essencial sentimento o amor.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Inconstância!

Em meio a um conflito mental estou buscando um elo, aquele encaixe que falta entre a razão e o coração, aquele sentido que faz todo sentido, aquele olhar encantador, aquele sorriso prazeroso, aquele aconchego no abraço, em meio aos cacos estou tentando encontrar os pedaços da minha alma, estou tentando recompor os laços, quero me desfazer dessas algemas que estão me corroendo, estou apalpando no escuro em um infinito de sentimentos, estou aguardando o momento de saltar no abismo e me lançar ao novo, eis a questão prosseguir ou partir, ficar ou largar, continuar ou recomeçar, eis a questão o que quero e o que eu sempre quis, eis o conflito mais tenebroso que já senti, do que adianta um sorrir vazio, do que adianta um sentimento incompleto, do que adianta um querer sem querer, do que adianta uma dúvida constante sem certeza alguma, eis uma luta inconstante entre o hoje e o amanhã, eis uma tristeza no olhar.