quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Tempo, Momento, Tempo.


Hoje eu vivo o meu tempo e ele vive o tempo dele, e quando a gente se encontra vivemos somente o momento, onde somente são compartilhados sorrisos e paz,  e depois voltam os dias vazios de planos e sonhos, onde não há conexões, então aquele sentimento de falta e insegurança começam a passar e resta apenas a conveniência e a insistência de algo incerto e distante.