quinta-feira, 29 de maio de 2014

Dinheiro, amor e felicidade


Algumas pessoas dizem que o caminho para a felicidade anda junto com o dinheiro, quanto mais se tem mais feliz é, porém essa felicidade é passageira, quanto mais se tem mais se quer e vira uma busca incansável tendo gastos cada vez maiores, assim esquecendo o sentido da vida e não encontrando a felicidade de verdade. O dinheiro é necessário para viver, mas não é a coisa mais importante da vida, por isso eu digo valorize mais o que tem, queira conforto, queira viver bem, mas não caía nesse buraco de ilusões, não caía na armadilha da sociedade que nos impõe consumismo e quereres enfreáveis, procure o amor, se dedique à ele, e verá que seus pensamentos e prazeres mudarão, pois no amor encontramos paz, respeito,  felicidade e coragem. O real caminho para a felicidade está no amor, então ame a vida e sinta o prazer que o amor traz ao coração. Vamos pensar mais no que queremos, no que vivemos, e no que somos, e decidir o que mais importa.

2 comentários:

  1. oi Maya

    Dinheiro trás conforto, proporciona uma vida melhor, mas será que isso é a felicidade?
    Se vc coloca a felicidade nas coisas vc não é feliz, pq o dia que não tiver desmonta.
    Felicidade está nas pequenas coisas, no sorriso de uma criança, naquele dia que vc está chorando por dentro, na beleza nas flores, nos pequenos gestos, ah esses sim fazem toda diferença.

    bjokas e um lindo fds =)

    ResponderExcluir
  2. Há alguns anos venho participando de reuniões, simpósios, palestras em que se debate felicidade. Como todos os outros fatores envolvidos, o dinheiro aparece no debate. Então, concluímos que o dinheiro é um excelente empregado, muitas vezes insubstituível; e um péssimo patrão, que na maioria das vezes estraga seu servo. Então, dinheiro traz, sim, felicidade – quando eu o uso para promover o bem, quando ele não tira minha humanidade, mas, pelo contrário, ajuda-a. E ele não, não traz felicidade, quando o tomamos como único que possa fazer isso. Ele não é o único, nem pode. Nisto, teu texto é tão belo e perfeito. O que diversos filósofos acharam em longos debates, tu expuseste num texto! E fostes muito bela. Beijosssssssss

    ResponderExcluir