terça-feira, 23 de julho de 2013

Hoje consigo viver, pois tenho amor!

Hoje consigo ver claramente como foi meu passado e assim consigo enxergar o quero do meu futuro, meus passos hoje são firmes e muito bem pensados, hoje consigo lidar com a agonia dos pensamentos, sei que essa agonia passa é só ter calma e saber lidar com as situações, sim é complicado lidar com a insegurança, com o medo, mas não é algo impossível, podemos deixa-los quase imperceptíveis e então não sentimos sua presença, para aprendermos a compreender a vida e os sentimentos devemos colocar mais amor nos nossos dias e devemos sentir esse amor, de tal forma que o passemos adiante, acredite em você e em seu potencial, e assim verá grandes resultados nos seus sentimentos e nos seus dias, podemos viver em paz, desde que tenhamos amor, com amor conseguimos ver claramente nossos dias.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Lembranças de um tempo!

Houve um tempo em que mesmo existindo problemas eles não eram tão grandes e nem tão intensos, os arranhões e os tombos não doíam tanto, a vontade era dormir bem tarde e acordar bem cedo, os sonhos, ahh os sonhos eram gigantes e fantasiosos assim como os dias, as noites, e as horas, hoje vejo que esse tempo é apenas uma lembrança, mas não uma lembrança qualquer e sim uma doce lembrança de um tempo que não volta mais, mas que marcou intensamente o coração, esse tempo se chama infância, ou melhor felicidade.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Passado tão presente...

De repente o passado está tão próximo que parece que posso tocá-lo e senti-lo, e as sensações de saudade, de felicidade e tristeza vão misturando-se, é quando a gente acha que tudo está normal, que tudo está dentro dos padrões que a vida vem e lhe coloca novas peças, talvez nào sejam tão novas assim, mas que com o tempo vão e voltam, transformando a sua realidade em confusão e saudade, talvez a vida queira nos provar, ver se somos capazes de perdoar, de amar, de voltar ou de seguir, mas vai depender de nós o que devemos fazer, pois depende de nós enxergarmos o que ela está nos mostrando, depende de nós se queremos, se vivemos, se amamos, se voltarmos, vai depender da nossa maturidade pra entender o que se foi e o que pode vir.