quarta-feira, 10 de abril de 2013

A solidão me chama

Os segundos demoram para passar, as horas estão tão lentas, e a minha vida parece parada entre um caminho e outro, não sei o que fazer, não sei como agir, não sei para onde seguir, hoje meus pensamentos estão soltos e parecem não querer juntar-se, é uma sensação estranha, estou perdida no meu espaço, quero caminhar, quero correr, só não sei por onde e como começar, queria que meus sonhos tivessem asas e fossem perfeitos sem nenhum imprevisto, mas a lei da vida não é essa, para conseguirmos conquistar sonhos é preciso foco e vontade, porém hoje a minha vontade parece sumir aos poucos, assim como minhas forças estão parando de lutar, é confuso falar de algo que não entendemos, é como se o coração não agisse contra seu corpo que não quer lutar, aí vem essas sensações estranhas de não contentamento, de não querer, aí você vê um caminho fácil tão pertinho e aconchega-se e tranca-se nele, nesse cantinho chamado solidão cada vez mais você torna-se distante de você mesmo e das pessoas ao se redor.

6 comentários:

  1. Que seja temporário, este estado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que esse estado de amargura deve ser sempre temporário, pois se permanecer nos maltrata.

      beijos

      Excluir
  2. Esa Soledad que nos atenaza y sumerge en la profunda oscuridad. Debemos esquivarla y volver a encontrar la Luz.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pedro.
      Devemos mesmo sempre voltar para luz, porém as vezes o caminho é longo e precisamos de ajuda.

      Abraços e beijos.

      Excluir
  3. Tanta coisa para se dizer, não é, Mayara? Nessa hora seria tão bom ter alguém que nos ouvisse...Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Shirley.
      Realmente quando estamos assim queremos dizer tantas coisas, porém as vezes as pessoas dizem não ter tempo para nos ouvir, então nos trancamos em meio a amargura, até que surja uma luz que nos ajuda a nos recuperarmos.

      beijos

      Excluir