segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Passei então a ver o mundo com os olhos da alma!

Certo dia sentada a beira de um rio, lendo um belo romance em baixo de uma árvore comecei a reparar nas folhas que caíam, que delicadeza, quanta leveza, por alguns momentos comecei a me sentir leve como elas, é incrível como coisas pequenas podem despertar grandes emoções e lembranças, certa hora naquela tarde pude me deliciar com os pensamentos flutuantes, pude por algum tempo me desprender do material e me mover somente com minha alma, criei mil histórias em minha mente, vivi momentos excepcionantes, me perdi por horas, e no fim daquela tarde tive a certeza de que cada coisa tem um sentido, tem uma essência, pude então começar a ver vida não somente pelos olhos, mas com os olhos da alma. 

6 comentários:

  1. Tua caminhada ainda não terminou....
    A realidade te acolhe
    dizendo que pela frente
    o horizonte da vida necessita
    de tuas palavras
    e do teu silêncio.

    Se amanhã sentires saudades,
    lembra-te da fantasia e
    sonha com tua próxima vitória.
    Vitória que todas as armas do mundo
    jamais conseguirão obter,
    porque é uma vitória que surge da paz
    e não do ressentimento.

    É certo que irás encontrar situações
    tempestuosas novamente,
    mas haverá de ver sempre
    o lado bom da chuva que cai
    e não a faceta do raio que destrói.

    Tu és jovem.
    Atender a quem te chama é belo,
    lutar por quem te rejeita
    é quase chegar a perfeição.
    A juventude precisa de sonhos
    e se nutrir de lembranças,
    assim como o leito dos rios
    precisa da água que rola
    e o coração necessita de afeto.

    Não faças do amanhã
    o sinônimo de nunca,
    nem o ontem te seja o mesmo
    que nunca mais.
    Teus passos ficaram.
    Olhes para trás...
    mas vá em frente
    pois há muitos que precisam
    que chegues para poderem seguir-te.
    (Charles Chaplin)

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernando, boa noite!
      Que belo texto esse de Charles Chaplin.
      Obrigada pelas palavras e pelos sentimentos que me transmitiu. Seja sempre bem vindo!

      beijoo :)

      Excluir
  2. Oi, May, boa noite!!
    Quão preciosos são os olhos da alma! Quão precioso é o vagar do coração! Esse texto maravilhoso nos encanta justamente porque esse é o nosso ponto mais sensível: abandonar, ao menos por instantes, a rigidez da realidade, e viajar um pouco naquilo que nossa imaginação intui ou inventa!
    Encontrar seus textos é encontrar uma enorme sensibilidade para as coisas da alma. Você é essa sensibilidade, é essa pureza, é esse encantamento. Seus textos refletem a doçura de sua alma.
    Um beijo carinhoso
    Doces sonhos
    Lello

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Lello.
      Que lindas suas palavras, realmente os olhos da alma são preciosos, quanto mais perto estamos de nós, mas nos entendemos e somos mais felizes... viver é compreender,é respeitar é amar além de você mesmo aos outros. Obrigada quando diz que ler meus textos trazem sensibilidade, pois tento colocar em cada um deles sentimentos, obrigada pelo carinho e pelas doces..!

      beijoo :)

      Excluir
  3. É como eu disse num texto meu estes dias: e tudo tomou forma, tudo se coloriu! muito bom, o texto e a atitude...

    []s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael boa noite!
      Obrigada, seja sempre bem vindo ao meu cantinho! Devemos sempre ter coragem de expressar nossos sentimentos, nossos pensamentos, acho que assim trazemos mais cor para vida.

      beijoo :)

      Excluir